Porsche - 911 Targa

Vermelho  |  1972/1972  | 

Vendido!

Ligue o Carro

Para uma experiência sonora autêntica, use fones de ouvido ou caixas de som apropriadas.
 

informações

  • Marca: Porsche
  • Ano: 1972/1972
  • Cor: Vermelho
  • Interior: Caramelo
  • Valor: Vendido!

especificações

  • Motor: 2.4 Boxer
  • Câmbio: Manual
  • Tração: Traseira
  • Potência: 237cv
  • Combustível: Gasolina
  • Portas: 2
  • Ocupantes: 4
  • Conversível: Sim
  • Bancos: Em couro
  • País de Origem: Alemanha

Veículo 1972 caracterizado com acessórios e modificações do ano 1974!

 

PORSCHE 911 1972

Os modelos 1972–1973 consistiam dos mesmos modelos – o mais barato T, o modelo E e o top de linha S. Entretanto, todos os modelos receberam um motor maior de 2341 cc/142 in³. Este modelo, embora conhecido como "2.4 L", estava mais próximo da designação 2.3— mas isto não enfatizaria tão bem a melhoria com relação ao 2.2. As potências passaram para 130 PS (96 kW), ou 140 hp (104 kW) nos EUA, para o modelo T, 165 PS (121 kW) para o E e 190 PS (140 kW) para o S.

O 911E e 911S usavam injeção de combustível mecânica (MFI) em todos os mercados. O 911T era carburado, exceto nos EUA, onde também usavam MFI, que explica a diferença de 7 kW de força entre a versão europeia e americana. Em janeiro de 1973, os 911T americanos passaram a usar a nova injeção K-Jetronic CIS (Continuous Fuel Injection) da Bosch. Estes automóveis são comumente referidos como modelos 1973.5.

Com o aumento de potência e torque, os carros de 2,4L também ganharam caixas de marchas mais fortes, identificadas internamente pelo código Typ 915. Derivadas da transmissão utilizada no Porsche 908 das pistas de corrida, a Typ 915 acabou com o estilo "perna de cachorro" da 1° marcha da transmissão Typ 901/911, optando pelo arranjo mais tradicional em "H", com a primeira marcha à esquerda, segunda abaixo da primeira, etc. Alguns dizem que é porquê o arranjo antigo era inconveniente para dirigir na cidade, outros dizem que é porque a Porsche desejava colocar a quinta marcha fora da carcaça da transmissão, onde ela poderia ser facilmente mudada de uma corrida para outra. A transmissão Sportomatic continuava disponível, mas apenas sob encomenda.

Em 1972 grandes esforços foram feitos para melhorar a dirigibilidade do 911. Uma medida da Porsche foi realocar o tanque de óleo de sua posição atrás da roda direita traseira para frente desta. Com isso, todo o peso de mais de oito litros de óleo saiu de trás do eixo traseiro para o entre - eixos, melhorando a dirigibilidade.

Para facilitar encher o tanque, a Porsche instalou uma portinhola para o filtro de óleo (parecida com a utilizada para dar acesso ao tanque de gasolina) na parte de trás, do lado direito. Esta inovação, entretanto, durou apenas um ano, alguns dizem que por causa de frentistas desatentos, que colocavam gasolina no tanque de óleo.

O tanque de óleo voltou para sua posição original no modelo 1973, e lá permaneceu até ser movido novamente para o entre - eixos, no modelo 964.

Os modelos 911S ganharam um discreto spoiler embaixo de seu para choque dianteiro, para ajudar na estabilidade em alta velocidade. Com o carro pesando apenas 1050 kg, estes são frequentemente considerados os melhores 911 clássicos de produção. Para as pistas, o 911 ST foi produzido em quantidade reduzida, com motores de 2466 cc ou 2492 cc, produzindo 270 PS (199 kW) à 8000 rpm. O peso foi reduzido para 960 kg. Os carros foram bem sucedidos nas 6 horas de Daytona, as 12 horas de Sebring, os 1000Km de Nurburgring e a Targa Florio.

e aí, gostou?

então entra em contato com a gente!

Preencha este breve formulário e, o quanto antes, entraremos em contato.

+55 54 3027.7700 viabella@viabella.com.br MANDAR UM WHATSAPP
LIGAMOS PARA VOCÊ

Insira seus dados que entramos em contato com você.

veículos para comparação (0)

abrir
fechar